This website uses cookies. By continuing to browse this website, you accept our use of cookies and our Cookie Policy. Close

Learn, connect, and collaborate at the Cyber Voice Zero Trust Summit. October 27th.

terça-feira, mar 17, 2020

SASE: Qual é o impacto hoje e que caminho devemos seguir?

SASE - Its impact today, and where it's going

Share

Como explicamos na primeira publicação sobre SASE nesta série, o SASE é um modelo de arquitetura de redes, segurança de redes e segurança de dados na nuvem, e não uma oferta de produtos. Acreditamos que o modelo entregará simplificação da administração de redes e segurança, com melhoria de visibilidade e proteção para usuários e dados, não importa onde estejam. Contudo, ainda não chegamos lá. Será necessário algum tempo antes do surgimento de um fornecedor de segurança com uma oferta SASE completa—uma plataforma nativa da nuvem que possa administrar componentes multinuvem e fornecer conectividade segura em um único console.

O que devemos fazer enquanto isso? Os desafios de negócios abordados nos princípios de design do SASE são muito reais e estão impactando empresas no mundo inteiro.

Qual é a meta?

Está claro que os limites dos produtos de segurança tradicionais não fornecerão o que é necessário em um mundo na nuvem, onde pessoas e dados precisam se conectar em qualquer lugar, o tempo todo. Acreditamos que uma solução de segurança convergente acabará incorporando os recursos de produtos pontuais em um serviço único e concretizará a visão do SASE. Se você acredita que uma arquitetura SASE é apropriada para você, estes são alguns passos essenciais que a sua organização poderia adotar ao longo do caminho para o SASE:

  • Comece com suas pessoas e dados no centro de seu design de segurança na nuvem: Identifique quem precisa se conectar com quais aplicativos, onde estão localizados, e determine como você quer que as pessoas se conectem.
    • Para usuários em filiais, avalie como otimizar o desempenho da rede e os custos com tecnologias SD-WAN seguras. Não faz sentido continuar a usar abordagens em backhaul para conectar locais e usuários remotos passando por escritórios centralizados usando links privados como MPLS ou VPNs. Em muitos desses casos, serviços integrados de segurança de nuvem fornecem melhoria de desempenho, visibilidade e segurança para usuários remotos e em escritório. Leia mais sobre como uma empresa de serviços de energia migrou com segurança 50 terabytes de dados para a nuvem.
    • Para usuários remotos, avalie a proteção oferecida por segurança web na nuvem. Isso protege o que os usuários fazem quando estão conectados à internet em qualquer lugar, não importa se estão em casa, no escritório ou em viagens, protegendo-os contra malware incorporado em páginas de internet, downloads de arquivos ou links em e-mail. Leia mais sobre como o Grupo OSI protege sua rede e a força de trabalho global com Forcepoint.
       
  • Obtenha visibilidade e controle sobre apps e dados baseados na nuvem: Entenda como os seus usuários estão se conectando com aplicativos de nuvem. Estão usando dispositivos da empresa ou um dispositivo próprio? Os (CASB) administram o acesso a aplicativos de missão crítica e aplicam as políticas de proteção de dados da empresa às informações armazenadas nesses aplicativos. Isso facilita o uso seguro de aplicativos de nuvem em dispositivos administrados e não administrados. Leia mais sobre como a Caesarstone usa as ofertas de segurança convergente da Forcepoint para ampliar a visibilidade sobre o tráfego da web.
     
  • Comece a migrar sua pilha de segurança para a nuvem, usando web em nuvem integrada, CASB e prevenção contra Perda de Dados (DLP) baseada na nuvem. A abordagem integrada ajuda você a retomar o controle dos dados mais críticos de sua organização sempre que os usuários precisem acessá-los e interagir com eles - em casa, no escritório ou na nuvem. Leia mais sobre como o Grupo Gentera leva o microcrédito para as ruas com segurança usando as soluções de DLP na nuvem da Forcepoint.

A Forcepoint foi pioneira no mercado de segurança web e, nos últimos três anos, embarcamos na entrega de uma plataforma de segurança convergente e nativa da nuvem, trazendo a expertise em conexões e segurança de redes e segurança web para oferecer serviços de segurança modulares, apresentados como os componentes nucleares do modelo SASE. Nossa abordagem é migrar dos produtos pontuais como NGFW, FWaaS, SD-WAN, SWG, CASB etc. e fornecer um verdadeiro serviço de proteção de perímetro, que atue em todos os casos de uso do SASE. Continuaremos na vanguarda, enquanto trabalhamos para desenvolver uma solução abrangente e nativa da nuvem para segurança convergente em redes.

Recursos:

  • Clique aqui aqui para saber mais sobre a futura plataforma de segurança convergente da Forcepoint.
  • Para saber mais sobre o SASE, faça download do relatório completo do Gartner que descreve o modelo Secure Access Service Edge, “The Future of Network Security is in the Cloud”.
  • Para ouvir uma discussão mais profunda sobre a arquitetura SASE com o analista do setor Richard Stiennon, ouça este episódio do do podcast To The Point da Forcepoint.

About the Author

Image of Ashish Malpani

Ashish Malpani

Senior Director of Solutions Marketing

Ashish Malpani is the Senior Director of Solutions Marketing at Forcepoint. In his 20 years of experience, he has held marketing and product leadership roles at information security and systems companies including HID Global, Dell-EMC, and Gemalto (...