Junho 5, 2023

ChatGPT sobre a ascensão meteórica da IA generativa

Uma série de cinco partes escrita pelo ChatGPT
ChatGPT

Já sabemos que os hackers estão usando inteligência artificial. Muitas empresas estão proibindo o uso do ChatGPT (por enquanto). Acreditamos que a IA generativa possa desbloquear a eficiência e a criatividade de seus funcionários além das ferramentas como o computador pessoal, a Internet e os dispositivos móveis já possuem. A Forcepoint tem as ferramentas que capacitarão seus funcionários a aproveitar o poder de ferramentas como o ChatGPT, mantendo os dados críticos de sua organização seguros e protegidos.  

Nesta série de cinco partes do ChatGPT, perguntamos ao ChatGPT sobre IA generativa e seu impacto potencial na segurança cibernética. Este primeiro post explora o que é e por que está crescendo tão rapidamente.

Resposta para: O que é IA generativa e por que ela está crescendo tão rapidamente?

 

Inteligência artificial generativa (IA) refere-se a modelos e algoritmos de inteligência artificial projetados para criar novos conteúdos ou saídas, como imagens, texto, música ou estruturas de dados ainda mais complexas, com base nos padrões e estruturas que aprenderam com a entrada dados durante o processo de treinamento. Esses modelos são capazes de gerar resultados que podem ser altamente criativos, diversos e contextualmente relevantes.

 

O crescimento da IA generativa pode ser atribuído a vários fatores:

  1. Avanços no aprendizado profundo: o desenvolvimento de técnicas de aprendizado profundo, particularmente redes neurais, tem sido uma força motriz significativa no campo da IA generativa. Esses modelos podem aprender e entender padrões e estruturas complexas em dados, permitindo que gerem saídas de alta qualidade.
  2. Disponibilidade de grandes conjuntos de dados: o crescimento exponencial dos dados digitais forneceu aos pesquisadores de IA grandes quantidades de dados para treinar seus modelos. Isso permitiu que modelos generativos de IA aprendessem com conjuntos de dados diversificados e ricos, melhorando sua capacidade de gerar resultados mais realistas e contextualmente apropriados.
  3. Aumento do poder computacional: os rápidos avanços no poder computacional, possibilitados por GPUs e hardware especializado como TPUs, tornaram possível treinar grandes redes neurais com milhões ou até bilhões de parâmetros. Isso levou ao desenvolvimento de modelos de IA generativos mais sofisticados e capazes.
  4. Software de código aberto e colaboração: a comunidade de pesquisa de IA é altamente colaborativa e geralmente compartilha seus modelos, códigos e descobertas de pesquisa abertamente. Isso acelerou o desenvolvimento de técnicas de IA generativas e permitiu que os pesquisadores desenvolvessem o trabalho uns dos outros.
  5. Aplicações práticas e interesse comercial: A IA generativa tem inúmeras aplicações práticas em vários setores, como arte, design, entretenimento, publicidade, saúde e muito mais. O potencial para gerar conteúdo personalizado, automatizar tarefas e melhorar a tomada de decisões atraiu um interesse significativo de empresas e investidores, alimentando ainda mais o crescimento no campo.
  6. Curiosidade e criatividade: os seres humanos têm uma curiosidade inata e um desejo de criar, e a IA generativa oferece uma oportunidade única de explorar novos caminhos criativos. Isso leva pesquisadores e desenvolvedores a ultrapassar os limites do que a IA generativa pode alcançar, levando a rápidos avanços no campo.

A IA generativa foi aplicada em uma ampla gama de domínios, levando a aplicações inovadoras e criativas. Alguns exemplos notáveis incluem:

  • Geração de texto: modelos de IA como GPT-3 (e seus predecessores) podem gerar texto coerente e contextualmente relevante, que pode ser usado em chatbots, criação automatizada de conteúdo, resumo, tradução e muito mais.
  • Síntese de imagens: Generative Adversarial Networks (GANs) são um tipo popular de IA generativa usada para criar imagens realistas. Os aplicativos incluem geração de arte, síntese de rostos (por exemplo, StyleGAN), criação de ambientes virtuais e aumento de dados.
  • Geração de música: modelos de IA como o MuseNet da OpenAI e o Magenta do Google podem compor peças musicais originais em vários estilos e gêneros, com uso potencial na indústria da música, entretenimento e projetos criativos.
  • Descoberta de medicamentos: modelos generativos de IA podem gerar novas estruturas moleculares com propriedades específicas, que podem ser usadas na indústria farmacêutica para acelerar a descoberta e o desenvolvimento de medicamentos.
  • Geração de vídeo: os modelos de IA podem gerar conteúdo de vídeo prevendo o próximo quadro em uma sequência ou criando cenas totalmente novas. Esses modelos têm aplicações na indústria do entretenimento, edição de vídeo e realidade virtual.
  • Síntese de voz: a IA generativa pode ser usada para criar vozes sintéticas realistas para aplicativos como conversão de texto em fala, assistentes de voz e muito mais. Exemplos incluem WaveNet do Google e Codex da OpenAI.
  • Transferência de estilo: os modelos de IA podem aplicar o estilo artístico de uma imagem a outra, criando obras de arte visualmente atraentes e exclusivas. Essa técnica é usada na edição de imagens, publicidade e arte.
  • Aumento de dados: modelos de IA generativos podem ser usados para criar novos pontos de dados sintéticos com base em dados existentes, o que pode ser útil em situações em que os dados disponíveis são limitados ou desequilibrados.
  • Design de videogame: geração de conteúdo processual (PCG) é uma técnica usada no design de videogame em que algoritmos de IA geram níveis de jogo, personagens e outros conteúdos, levando a experiências de jogo únicas e variadas.
  • Design de moda: os modelos de IA podem gerar novos designs, padrões e estilos de roupas, oferecendo inspiração aos designers de moda e ajudando a simplificar o processo de design.

Esses exemplos ilustram a diversidade de aplicações e setores que a IA generativa tem o potencial de transformar e aprimorar.

A IA generativa está experimentando um rápido crescimento devido aos avanços no poder computacional, maior disponibilidade de dados, investimentos significativos em pesquisa de IA, surgimento de aplicações práticas, acessibilidade de ferramentas de IA e crescente interesse público. À medida que os modelos de IA se tornam mais sofisticados e integrados à vida cotidiana, é crucial abordar as implicações éticas e sociais, como deslocamento de empregos, privacidade de dados e potencial uso indevido, para garantir inovação responsável e sustentabilidade de longo prazo no campo.

ChatGPT

A equipe da OpenAI treinou um modelo chamado ChatGPT que interage de forma conversacional. O formato de diálogo permite que o ChatGPT responda a perguntas de acompanhamento, admita seus erros, desafie erros...

Leia mais artigos do ChatGPT

Sobre a Forcepoint

A Forcepoint é líder em cibersegurança para proteção de usuários e dados, com a missão de proteger as organizações ao impulsionar o crescimento e a transformação digital. Nossas soluções adaptam-se em tempo real à forma como as pessoas interagem com dados, fornecendo acesso seguro e habilitando os funcionários a criar valor.